Maya Angelou é tema de documentário no Brasil

0
Maya Angelou é tema de documentário no Brasil
Foto: PBS International

Documentário inédito “Maya Angelou – Ainda Me Levanto” conta a história da primeira mulher negra a estampar as faces de uma moeda nos Estados Unidos

A trajetória da escritora americana Maya Angelou chega com exclusividade ao Curta! e ao Curta!On – Clube de Documentários. O documentário inédito “Maya Angelou – Ainda Me Levanto” conta a história da primeira mulher negra a estampar as faces de uma moeda nos Estados Unidos. Seu próprio relato — o fio-condutor do filme — é costurado a um acervo de fotos de seu cotidiano e vídeos de suas aparições públicas e complementado por entrevistas com grandes nomes da política e da cultura norte-americana, como Bill e Hillary Clinton e Oprah Winfrey.

O filme começa com uma série de imagens de Maya já como um ícone celebrado em vida, e exibe cenas de um momento histórico: quando ela recita seu poema “On the Pulse of Morning” na posse do ex-presidente Bill Clinton. Em seguida, inicia-se um mergulho em sua trajetória, abordando sua infância no sul dos EUA, região fortemente marcada pelos tempos da escravidão e segregação entre brancos e negros. Desses tempos, Maya recorda ter passado cinco anos sem falar por causa de uma violência sofrida. No entanto, enquanto vivia em silêncio, leu tudo o que pôde e passou a se interessar por poemas.  Para recitá-los, voltou a falar.

Lembrando de sua juventude em São Francisco, fala de seus primeiros amores, do fato de ter sido mãe aos 16 anos e ter trabalhado como dançarina e cantora até começar a escrever. Nos anos 1960, Maya se engaja no Movimento pelos Direitos Civis, e ela mesma conta sobre suas relações com Martin Luther King e Malcolm X, com quem trabalhou em Gana, na África. A partir daí, a vida de Maya passa a se confundir com a própria história dos Estados Unidos, vivendo ativamente a política e a arte negras que emergiam no país. No final da década, em 1969, ela publicaria seu primeiro livro.

A partir de então, uma bem-sucedida carreira na escrita vai se consolidando ao longo dos anos. É notório que toda sua vida é marcada pela questão racial: se, por um lado, o fato de ser negra trouxe dificuldades, foi a partir delas que ela “se levanta”. Levanta sua voz e conquista a admiração de quem a cerca. A estreia é na Sexta da Sociedade, 19 de agosto, às 21h30.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display