“Matriarquia em Processo”: Camila Pitanga estreia peça online e transmitida direto de sua casa

0
“Matriarquia em Processo”: Camila Pitanga estreia peça online e transmitida direto de sua casa
Foto: Google imagens

No próximo dia 07 de março, às 19h, Camila Pitanga estreia “Matriarquia em Processo”, espetáculo solo com transmissão online dentro da plataforma “Em casa com o sesc”, do Sesc São Paulo.

Pensada como “poema cênico musical performático”, a atriz, acompanhada do musicista Luiz Gayotto, interpreta a agente de saúde Stela, uma mulher que, submetida a um constante estado de vigília, passa a ter delírios auditivos, reencontrando a própria mãe no fundo de suas memórias e dialogando com a filha, momento em que a narrativa da personagem atravessa e conecta-se às memórias da própria atriz.

Matriarquia é sobre o encontro de mulheres, é sobre o meu encontro com minhas vivências e percepções, bem como minha experiência neste mundo que atravessa uma pandemia”, explica Camila.

Camila, criadora da peça em conjunto com a roteirista Dione Carlose e Lucia Gayotto, preparadora vocal, inicialmente pensou em encenar um texto já existente, mas durante a pandemia começaram a desenhar a obra atual.

“Nós duas estudamos diversos textos juntas, mas precisamente em 29 de maio de 2020, após assistirmos na televisão notícias com profissionais de saúde que travam a guerra contra a Covid-19, entendemos que a personagem principal seria uma agente de saúde, e então convidei a dramaturga Dione Carlos para uma leitura de seus textos”, conta Lucia.

 “Eu ainda não tinha vivido a experiência de ter um texto lido assim, pela internet, mas para a minha surpresa algo aconteceu naquele dia. Camila fez o texto dançar”, relembra Dione, que prossegue pontuando que todas contribuíram para o roteiro e resultado final.

Dione rememora que, no meio deste processo, em agosto de 2020, Camila teve Malária e contato direto com outras agentes de saúde do Hospital das Clínicas, em São Paulo. “Todas estas experiências foram assimiladas pelo trabalho. Cris Moura, nossa diretora, trouxe propostas valiosas para a encenação, fazendo com que eu voltasse ao texto e o ampliasse a partir de cenas já levantadas”, ressalta Dione.

Uma história de drama, a peça será passada no dia 7 de março nas redes sociais do Sesc SP às 19h, tendo duração de 60 minutos e classificação etária a partir dos 10 anos e é gratuito.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display