LADYBIRD: produtora de equipe diversa tem a proposta de construir novas narrativas no audiovisual

0
625
Foto: Maisa Valfré e Camila Othon

“É importante ir contra a hegemonia e entender que ocupar diversos espaços é uma das maneiras de contribuir na luta anti-racista.” Diz Helder Fruteira

Helder Fruteira, diretor criativo e Gabi Brites, diretora-executiva apresentam ao mercado a LADYBIRD, uma produtora criativa audiovisual que constrói e vivencia narrativas diversas. O time é composto por profissionais diversos, que contam diferentes histórias e experiências. Sandra Othon, é a responsável pela produção executiva; Mari Santos e Monique Lemos, na estratégia; e os diretores Aisha Mbikila, Diego Martins, Giorgia Prates, Hudson Rodrigues, Lili Fialho, Luisa Dalé e Zoe Guglielmoni. 

“Essa empresa que representa a junção de esforços, onde fazemos o que acreditamos. A gente não abre câmera se não acreditar no projeto. (…) A mudança vem quando você impacta vidas reais diariamente.” diz Helder Fruteira ao Mundo negro

A proposta da LADYBIRD é de através da diversidade de seus idealizadores, poder levar um conteúdo mais diverso para o audiovisual, podendo representar diferentes pessoas e narrar outros tipos de histórias, que antes eram silenciadas.

“Como resultado desta equipe diversa, conseguimos oferecer, a cada trabalho, recortes contemporâneos, permitindo processos de aprendizagem e promovendo transformações sociais visíveis”, diz Helder Fruteira, diretor criativo da LADYBIRD, que concorre essa semana como “Jovem Realizador”, uma categoria de um festival chamado “El Ojo” um importante festival de publicidade e propaganda da América Latina e Países Ibéricos que reúne talentos do mundo inteiro para debater o futuro da comunicação.

Em um mercado predominantemente branco e masculino é importante se atentar as questões de inclusão desde os bastidores até as telas, e dessa forma, se preparar ir contra essa realidade levando equidade racial e de gênero para a Indústria Audiovisual Brasileira e ocupando esses espaços;

“Estamos passando por um período de profundas transformações dentro da sociedade, onde lutamos por um mercado verdadeiramente plural. É preciso haver uma real diversidade estrutural nos diferentes campos de atuação dentro do universo audiovisual. Esse mercado é muito amplo e existem milhares de novos talentos e outras narrativas, perspectivas e trajetórias a serem contadas.” destacou Helder, sócio da LADYBIRD

Sobre a LADYBIRD:

Nossa criatividade nasce da complementariedade, do comprometimento coletivo, dos novos olhares, da agilidade e dos pontos de vista plurais e únicos. Transformamos identidade em linguagem. Transformamos os caminhos que já percorremos em caminhos que só nós podemos percorrer. Nos orgulhamos de tudo que somos e exploramos tudo o que podemos ser.

A LADYBIRD conta como sócio o Grupo Papaki e atua na produção e na direção de brand content, filmes publicitários, canais de YouTube e séries. Entre os projetos realizados pela empresa estão os filmes para Unilever, Itaú, Nestlé e Salt Our Nature (marca americana de produtos naturais voltada para mulheres) e clipes para SomLivre e Universal.

Comments