Jazz : o estilo o estilo que nasceu da luta pela liberdade dos negros

0
1081
A eterna voz do jazz Ella Fitzgerald

Com berço em Nova Orleans, a expressão artística chegou na América junto com mais de meio milhão de escravizados vindos da África nos anos 1800. Apesar de hoje ser interpretado muitas vezes por artistas brancos, no começo era bem diferente, e havia muito preconceito em volta desse gênero musical. Aliás, não foi muito diferente com o Rap, samba ou funk.

Ao longo dos anos, o ritmo fez muitos adeptos e vários artistas conseguiram construir uma carreira cantando Jazz. Alguns deles são Louis Armstrong, Nina Simone, Billie Holliday, Ella Fitzgerald, Al Jarreau, Nat King Cole, Mahalia Jackson, Esperanza Spalding e Ray Charles.

O Dia Internacional do Jazz, foi comemorado pela primeira vez há 8 anos, em 30 de abril de 2012, declarado pela UNESCO e anunciada Por Herbie Hancock, pianista, compositor e tecladista norte-americano que é considerado um dos mestre dos jazz e completou 80 anos no último dia 12.

Hoje em dia, o jazz é visto erroneamente por muitos como algo elitista, talvez por que essa cultura tenha sofrido apropriação na medida que foi se popularizando.

Entretanto, é preciso lembrar que o jazz é sinônimo da luta pela liberdade e abolição da escravatura, fazendo parte de nossas origens. Considerando isso, separamos alguns materiais para quem quiser conhecer e também curtir mais sobre o que o jazz tem para oferecer. Música, dança e uma boa aula de história.

Na Netflix:

  1. Miles Davis, O Inventor do Cool

O documentário conta a vida do bandleader, pianista e compositor de Jazz, falecido em 1991. Entretanto, seu legado para o Jazz e a música negra em geral, vive até hoje.

 

  1. Chasing Trane

Lançado em 2016, o documentário que conta a vida do saxofonista e compositor John Contrane, recebeu boa aceitação da crítica especializada, sendo avaliado com 7.2/10 no Rotten Tomatoes.

Caso você queira começar a ouvir jazz mas não sabe por onde começar, recomendamos as playlists Jazz Classics, Jazz Classics Blue Note Edition e Coffee Table Jazz no Spotify.

No Deezer, algumas boas opções são as playlists Pra Sempre Jazz e Women In Jazz.

E então, hoje não é dia de rock mas de outro ritmo que é nosso por origem. Hoje é dia Jazz, bebê!

Comments

Comentários