Ignorada pelo noticiário, África já tem dois terços do continente com casos de CoronaVírus

0
58328

No último domingo (22), um cidadão moçambicano foi diagnosticado com Covid-19, fazendo o número de infectados no continente africano subir para 38 entre 54 países. A doença já é uma realidade local, mas tem passado mais desapercebida no noticiário mundial.

Em um continente marcado pela colonização, guerras, miséria e governos autoritários, a situação tende a se agravar devido ao precário sistema de saúde em que há a falta de material, unidades de terapia intensiva e médicos.

O continente, nos anos 2014 e 2016, foi cenário da proliferação do Ebola, que deixou mais de 11 mil mortos entre 28 mil infectados. O novo coronavírus é bem menos letal, mas já é mais uma entre as várias patologias disseminadas no continente, segundo a professora de Relações Internacionais da UniSantos, Natália Fingerman.

“Os casos já são uma realidade por lá. Mas não há um controle tão grande por parte da população e dos governos em relação aos números. Os números oficiais são baixos embora projeções dizem que Brasil e Nigéria vão ser dois dos países que mais vão sofrer, por terem grandes conglomerados populacionais em regiões pobres”, afirma.

O fato de o continente ter uma quantidade pequena de idosos, em função da baixa expectativa de vida, não garante uma quantidade muito menor de vítimas, já que as precárias condições sanitárias e a desnutrição são fatores que abalam a saúde da população.

Mas, neste caso, diante das inúmeras mortes (são 400 mil casos de malária por ano), o novo coronavírus passa a ser apenas mais um foco de doenças.

Neste sentido, Fingerman ressalta que a África, novamente, tem sido um continente esquecido. Ela afirma que até mesmo o etíope Tedros Adhanom Ghebreyesus, presidente da Organização Mundial da Saúde, não tem trazido, na prática, o debate para o continente.

“A OMS tem focado suas atenções mais nos países ricos. São eles que pagam a conta, afinal. O presidente da instituição deveria trazer o debate também para o continente africano, algo que não vem fazendo. E os outros países, neste momento, vivem cada um o seu caos em relação à doença”, completa.

O Instagram ‘Preta Acadêmica‘, realizou uma publicação nesta semana para que possamos nos manter informados sobre o Covid 19 nos países Africanos “quem tiver notícias sobre o Covid 19 nos países africanos, comentem nesse post“.

View this post on Instagram

EDIT: Quem tiver notícias sobre o Covid 19 nos paises africanos, comentem nesse post. Compartilhamos informações que a Profa. Dra. Zelinda Barros publicou em suas redes: "Informação de um colega que mora em Portugal: No dia 16/03, Cabo Verde proibiu as ligações aéreas com 26 países, entre os quais o Brasil, até 9 de abril. No dia 17/03, a Guiné-Bissau fechou todas as suas fronteiras terrestres e outras. No dia 16/03, São Tomé e Príncipe declarou o estado de emergência durante 15 dias, prorrogável até 90 dias. Entre outros, proibiu a entrada de todos os estrangeiros. Angola alargou a restrição de entrada a vários países. Parece que o Brasil não está incluído nesta lista." https://observatoriodaafrica.wordpress.com/2020/03/16/ja-sao-29-paises-africanos-afetados-pela-pandemia-covid-19/

A post shared by Preta & Academica (@pretaeacademica) on

Comments

Comentários