O filme “Nós” (Us) tem batido recorde atrás de recorde, sendo um dos filmes de terror  mais comentados da história recente do cinema. O longa de Jordan Peele, arrecadou US$ 70 milhões nas bilheterias norte-americanas no final de semana de estreia.

Além desse merecido recorte, ainda há outro que o filme quebrou. De acordo com o site Box Office Mojo,  especializada em cinema, nos EUA, Nós fez história por ser a maior bilheteria de final de semana com um filho estrelado por uma mulher negra, no caso Lupita Nyong’o que faz dois papéis  (Adelaide Wilson / Re).  E isso não é algo  irrelevante, pois significa que histórias protagonizadas por mulheres negras chamam o público negro e não negro, destruindo a ideia de que só narrativas mulheres brancas garantem sucesso na venda de ingressos. Mulheres negras também vendem.

O recorde anterior desse perfil foi de Sanaa Lathan, que mais de uma década atrás, protagonizou Alien v. Predador que faturou , US$ 38,2 milhões no final de semana de estreia.

A performance de Lupita Nyong’o como Adelaide Wilson / Red tem sido aclamada pela crítica e já sendo apontada para uma possível indicação ao Oscar de Melhor Atriz em 2020 por seu papel duplo. Apesar de ganhar um Oscar em 2014, por seu papel em 12 anos de Escravidão, Nós é o primeiro papel principal de Nyong’o, um fato que Jordan Peele disse à imprensa americana, ser a motivação para ele escrever o papel para ela.

Nós é apenas o mais recente filme a refutar a posição preconceituosa de Hollywood de que os filmes negros e protagonizados por negros, não vendem. Com o sucesso da performance do longa e da Lupita, o diretor espera mais generosidade nos investimentos de filmes negros.

Comments

Comentários