Feira Preta lança loja oficial no Mercado Livre para apoiar e dar visibilidade a negócios negros

0
Feira Preta lança loja oficial no Mercado Livre para apoiar e dar visibilidade a negócios negros
Foto: Marcus Steinmeyer/MeuSucesso.com

Parceria iniciada em 2018, para acelerar a digitalização de empreendedores negros, resultou na criação de uma Loja Oficial da Feira Preta dentro do Mercado Livre.

Neste ano, o Mercado Livre reforça sua parceria com a PretaHub a partir de uma Loja Oficial criada exclusivamente para os empreendedores que participam da Feira Preta , o maior festival de cultura negra da América Latina. Após três anos promovendo edições online da Feira Preta, o Mercado Livre ampliou sua atuação ao montar uma loja permanente para esses empreendedores, dando ainda mais visibilidade e benefícios. A loja conta com mais de 60 empreendedores que, juntos, oferecem mais de 500 produtos de 18 categorias diferentes: de roupas, alimentos e itens de beleza, até brinquedos e artigos para casa.

A Feira Preta será realizada entre 20 de novembro e 10 de dezembro, e o Mercado Livre integra a rede de empresas parceiras do evento. Além disso, a Loja Oficial permite que o consumidor encontre produtos feitos pelos empreendedores da feira durante todo o ano, contribuindo para a geração de renda e para o aumento da presença digital desses profissionais. Para impulsionar ainda mais as vendas durante o mês de novembro e dezembro, quando a feira é realizada, o Mercado Livre vai dar visibilidade para as histórias dos empreendedores e oferecer ainda descontos nas tarifas para os empreendedores da feira.

“A nossa parceria com a PretaHub está cada vez mais consolidada, crescendo e indo além do apoio aos projetos de educação e capacitação, que ajudam a transformar a trajetória de muitos empreendedores negros. Com a loja oficial, damos ainda mais visibilidade, de forma constante, conectando esses empreendedores com nossos mais 75,9 milhões de usuários na região”, destaca Laura Motta, gerente de Sustentabilidade do Mercado Livre, empresa líder em tecnologia para o e-commerce e serviços financeiros da América Latina. “Dentre as demais vantagens da plataforma está a mentoria e atendimento a esses empreendimentos para que possam extrair o melhor do comércio digital”, completa.

A PretaHub é um núcleo de criatividade, resultado do trabalho do Instituto Feira Preta que, há anos, atua no mapeamento, capacitação técnica, aceleração e incubação do empreendedorismo negro no Brasil. O Mercado Livre é parceiro da iniciativa desde 2018 e, além da Feira Preta, apoia a Casa PretaHub e é parceiro de conteúdo do Afrolab, programa que apoia e acelera empreendedores negros, indígenas e quilombolas desde o processo criativo até a comercialização dos produtos e serviços. Somente em 2021, esta iniciativa promoveu a capacitação de mais de 250 empreendedores latino-americanos, sendo 80 deles na Colômbia com apoio do Mercado Livre e da ONG Manos Visibiles.

“A parceria com o Mercado Livre se desdobrou em diversas frentes, impulsionando negócios e nos ajudando a construir novas narrativas para a população negra. Termos hoje uma loja oficial para os empreendedores da Feira Preta, na maior plataforma de e-commerce da América Latina, é, além de uma realização, a prova de que estamos não somente fortalecendo a transformação digital, mas ultrapassando territórios e oferecendo oportunidades de crescimento”, diz Adriana Barbosa, fundadora da Feira Preta e CEO da PretaHub.

Para valorizar, engajar e estimular que mais empreendedores estejam no digital, os aproximando de milhares de consumidores da plataforma, o Mercado Livre vai contar a história de cinco marcas de empreendedores negros conectados com a Feira Preta. Esses relatos estreiam no Youtube e Facebook do Mercado Livre antes mesmo do início do evento. Os vídeos contarão um pouco mais sobre as marcas de roupas Resisto OPM , que trabalha com estampas ligadas à ancestralidade e ícones da cultura negra, e Modash , que utiliza tecidos vindos diretamente de Benin, na África. Ainda participam as marcas SoulBrio , que reúne cosméticos veganos; Da minha Cor , que oferece itens diversos, de cosméticos a roupas; e Pretapretin , que também trabalha com itens diversos ligados à cultura negra.

Os empreendedores negros interessados em integrar a loja ofical da Feira Preta podem fazer contato direto com a PretaHub, responsável pela análise e curadoria dos empreendimentos que serão incluídos neste espaço exclusivo. “Sobretudo nesse começo, os empreendedores contam com um apoio extra do Mercado Livre para se integrarem ao ambiente e serviços da plataforma, estando preparados para atender à demanda durante o festival e nas compras de final de ano”, ressalta Laura. Atualmente, o Mercado Livre conta com mais de 1.750 lojas oficiais em sua plataforma.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display