Família Preta: manutenção de nossas vidas

0
Família Preta: manutenção de nossas vidas
Pintura: "Redenção de Cam" do artista espanhol Modesto Brocos

Por Jonathan Raymundo

É preciso compreender o racismo como um sistema de dominação GLOBAL que visa a exploração ou o descarte das raças tidas como inferiores para a manutenção e elevação das condições materiais, simbólicas, psicológicas e sociais dos racistas. Portanto, um elemento fundamental é a economia.

Foi a partir da escravização que os Europeus conseguiram acumular riqueza e produzir os avanços tecnológicos das duas Revoluções Industriais e desenvolver suas armas automáticas com as quais conseguiram adentrar no interior da Africa e hoje são capazes de destruir o PLANETA apertando botões.

O dourado que foram buscar em África não foi o sol e nem seus olhos cor de mel irmão e irmã, mas o ouro, a força de trabalho, a inteligência, etc. Não é porque você é bonito ou feio, mas porque você possui algo que é preciso roubar e que sem a qual eles não conseguem se desenvolver e nem garantir as suas famílias a reprodução tranquila das suas características genéticas. Pois quando conseguirem sobreviver sem nós, seremos descartados até o final.

Faça uma lista de quantos povos africanos e indígenas já não existem mais e depois responda pra si mesmo se é exagero. Racismo é sobre SOBREVIVÊNCIA GENÉTICA. É nesse sentido que eu proponho o debate sobre a família preta. Eu não tô falando de ilusão liberal individualista, não tô falando sobre o amor romântico, menos ainda sobre a solução dos seus ou meus problemas emocionais, muito menos sobre slogans ao modo “meu corpo, minhas regras” levado a frente pelo feminismo, e sim, sobre a manutenção genética de nossa gente no Planeta.

Tô falando sobre produção de riqueza, herança, manutenção de valores civilizatórios, de PODER e sobretudo sobre SOBREVIVÊNCIA. Essas questões no território que mais mata jovens negros do Planeta, que é o segundo que mais aprisiona, que mantém ainda a raça preta em condições materiais de miséria são mais que fundamentais, são emergenciais e se não entendem isso, não compreenderam nada sobre a História de dominação dos povos e sobre o conceito de Necropolitica.

Basta uma crise na economia que o nossa gente volta a comer carcaça. Diante dessa emergência e desse caráter objetivo da família preta e dos bebês pretos qualquer filosofia ou pensamento que se desdobra na desunião estratégica (não tô nem dizendo romântica) do nosso povo é COLONIZAÇÃO. Irmã e Irmão se certa ideologia faz você não olhar e enxergar a dignidade no seu semelhante é COLONIZAÇÃO, é desgraça, é necropolitica, compõe a totalidade sistêmica do racismo.

Infelizmente, a maioria das discussões sobre amor e sobre família preta nas redes sociais não pode ser levada a sério, porque: Primeiro, fala a partir de imaginação. O fato é que 75% dos casamentos são entre pessoas da mesma raça. Segundo, fala a partir de uma análise liberal romântica branca e burguesa que não percebe GLOBALMENTE a realidade e reduz o todo ao seu umbigo.

Encarceramento em massa, empobrecimento, deseducação, assassinato, falta de seguridade alimentar, suicídio, auto ódio, patriarcado, colonização, desestruturação familiar por N ataques, todos dados que precisam ser racializados e entendidos à luz da História de dominação racial e a pessoa começa a frase com o: “Eu passei por….”

É cilada bino. Não é sobre eu. É sobre nós. É sobre o futuro de nossa gente no planeta! Enquanto você tá aí, eles já tão indo colonizar Marte e vão te deixar pra trás tá?

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display