Em parceria com a Globo, Laboratório de Narrativas Negras e Indígenas oferece formação para 40 potenciais roteiristas

0
1245

O Laboratório de Narrativas Negras e Indígenas para Audiovisual oferecerá uma formação para 40 potenciais roteiristas que se autodeclararem negros ou indígenas, com encontros semanais que ocorrerão por plataforma digital, com cerca de 20 roteiristas da Globo. Será um espaço de trocas, aprendizados e novos repertórios literários e cinematográficos.

As três primeiras edições do Laboratório de Narrativas Negras para Audiovisual tiveram números extraordinários: mais de 1000 inscrições, 100 participantes, 89 argumentos entregues, 18 roteiristas contratados pela Globo e 1 especial de Natal produzido e exibido pela Globo em 2019 a partir de um argumento construído no Laboratório. Pelo menos cinco argumentos concebidos no projeto estão em processo de adaptação para filmes ou séries em produções envolvendo outros parceiros.

Neste contexto, a Flup e a Globo unem suas experiências para criar um projeto com duplo viés: a formação de roteiristas indígenas e negros para a produção de narrativas audiovisuais e a criação de um ambiente que provoque e instigue a criatividade para fazer emergir histórias e personagens latentes de um universo ainda pouco explorado e representado pela nossa dramaturgia.

O processo tem como objetivo incentivar a produção de narrativas potentes e criativas de roteiristas negras e indígenas, suprindo uma incompreensível lacuna da nossa produção audiovisual. “Somente as pessoas negras e indígenas podem reinventar seu lugar em nossa dramaturgia”.

A Flup é apresentada pelo Ministério do Turismo, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura. Patrocínio Itaú por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Globo por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS. Tem o apoio da Fundação Ford e do Instituto Ibirapitanga. Realização Instituto, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Pátria Amada Brasil Governo Federal.

Serviço:

Inscrições aqui!

Quem pode participar:
Pessoas autodeclaradas negras e indígenas que escrevam em português;
• Maiores de 18 anos;
• Ficha de inscrição corretamente preenchida;
• Disponibilidade para participar de todos os encontros on-line;
• Dispositivo com acesso à internet.

Processo seletivo
• Abertura de inscrições: 07 de julho de 2020
• Encerramento de inscrições: 31 de julho de 2020, às 23:59
• Divulgação dos selecionados: 10 de agosto de 2020

Produto final
Ao longo do processo, cada pessoa selecionada terá que desenvolver um argumento audiovisual, que poderá servir de base para um futuro roteiro de cinema ou série. Todos os argumentos serão avaliados primeiramente pela Globo, que poderá manifestar interesse em adquirir os direitos para desenvolvimento de obra audiovisual.

Comments