“Desvelando Oris”: Dra Juliana Souza anuncia projeto de autoconhecimento para mulheres em vulnerabilidade social

0
625
Imagem: Luciana Prezia

A advogada e ativista baiana, Juliana Souza, anunciou seu novo projeto que tem como foco trazer o reconhecimento para mulheres com baixas condições sociais sobre elas mesmas. Intitulado “Desvelando Oris – uma jornada na consciência” e idealizado pela advogada há mais de 3 anos, Juliana o projetou pensando na responsabilidade que carrega a partir das oportunidades que teve, segundo a mesma.

O projeto, que terá duração de 1 ano, tem por objetivo apresentar outras perspectivas de vida e existência para mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Um mergulho sobre elas mesmas que tem o maior objetivo refletir nas percepções delas sobre o seu entorno e suas vivencias.

“Faremos encontros semanais, recebendo em alguns deles personalidades e artistas das mais diversas áreas do conhecimento e atuação e teremos também um repositório online com material de apoio para a jornada. As ORIS receberão ainda uma ajuda de custo mensal simbólica de R$100,00 durante o projeto”, explica Juliana. O projeto tem início nesta quarta-feira (5).

Juliana Souza que é, em conjunto com sua parceria de trabalho, advogada da família Ewbank Gagliasso e ganhou muita repercussão após assumir o caso, defendendo e falando o quanto se sentia parecida com sua cliente, a pequena Títi, após ela sofrer ataques racistas nas redes. Com essa oportunidade de defender um caso grave e de consciência nacional, a advogada disse querer usar sua voz cada vez mais na luta antirracista e uma dessas oportunidades é o seu mais novo empreendimento próprio:

“O ingresso no caso de Bruno Gagliasso reforçou para mim a dimensão do que aquilo representava para centenas, só no meu linkedIn a notícia foi visualizada mais de 400 mil vezes e tive mais de 25 mil interações com a postagem em apenas 1 semana, sem contar as centenas de mensagens que recebi de advogadas(os) e estudantes de direito negros e não negros.”

Chegando aos 30 anos de idade e contando com experiências no setor público, privado e terceiro setor, Juliana diz que está na hora de empreender e por isso colocará em prática o Desvelando Oris, com o pensamento de compartilhar cada vez mais as oportunidades que teve ao longo de sua trajetória e mostrar que mulheres que se autoconhecem modificam as estruturas ao seu redor.

“Pensar em outras formas e estratégias de superação das fissuras desiguais historicamente construídas é minha nova missão, por isso além do Direito, eu tenho tentado investir na comunicação dialógica nas redes sociais, estou escrevendo um livro que deve ser lançado ainda este ano e quero ir para onde mais for possível e necessário – TV, rádio, publicidade, grande mídia…. -, para que tenhamos corpos e vozes dissonantes em todos os espaços e para que o bem-viver possa, finalmente, ser cotidiano.”

Além do projeto individual, Juliana Souza e Silvia Souza, sua companheira no trabalho, lançaram um curso de letramento social, “SOUZAS’s Consultoria”, e o projeto “Vamos Falar”, com o apresentador Fábio Porchat, tentando atingir pessoas e locais além das que já atingiam.

“Nossa ideia é, por meio de um papo leve, compartilhar pontos de vista sobre os mais variados assuntos. No primeiro episódio lançado na última sexta-feira,30/3, falamos sobre racismo, cinema, mercado de trabalho e outras cositas más.” Explica Juliana, quando perguntada sobre o ‘Vamos falar’.

Entrevista: Silvia Nascimento

Comments