Deezer lança canal ‘Cultura Negra’ para exaltar a música preta brasileira

0
579
Foto: Carlos Sales

Para celebrar e discutir os assuntos importantes que o dia da Consciência Negra propõe, a Deezer disponibiliza na página inicial e de forma fixa na guia ‘explorar’, em todo o mundo, o canal “Cultura Negra”, com informações sobre igualdade racial e justiça por meio de podcasters, influenciadores e artistas que também usarão suas vozes para homenagear todas as pessoas negras que revolucionaram o cenário musical. 

O canal está dividido por módulos que incluem playlists de artistas, escolhas do editor e podcasts de produtores negros. Todos os conteúdos originais que serão lançados no mês de Novembro, como o faixa a faixa, o podcast ‘Essenciais’ e os episódios do podcast ‘Pop Story’ serão uma homenagem à artistas negros. Entre as surpresas, está o lançamento da “Playlist da Minha Vida”, onde personalidades como Ludmilla, Rashid, Neguinho do Kaxeta, Karol Conka e Rodriguinho compartilharão as 10 faixas mais importantes de sua carreira enquanto comentam sobre elas. 

Para exaltar a diversidade cultural na música brasileira, a plataforma de streaming também ganhará mais duas playlists com foco em artistas negros de ritmos brasileiros: Axé de Protesto e Pagode. Estas se somam às outras diversas playlists nacionais e internacionais – que são atualizadas constantemente – e focam em diversos gêneros como Pop, Funk, MPB, Rap, R&B, Soul, Hip-Hop e muito mais, permitindo assim que o público tenha acesso a uma grande variedade de vozes, incluindo artistas em ascensão.

Com a intenção de também homenagear os artistas que já fizeram história, diariamente, a plataforma escolherá um álbum clássico para evidenciar grandes nomes, como Arlindo Cruz, Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus e Racionais MC’s. 

“Olhamos sempre de forma humana pra nossa plataforma para promover a igualdade racial e a justiça. Ao longo da história, os músicos negros fizeram música que o mundo inteiro ama, porém, nem todos os artistas e criadores negros estão recebendo a atenção e o respeito que merecem, e queremos mudar isso, uma vez que música não é apenas música, é história também, e há muito dela na cultura negra”, comenta Vithor Reis, editor da Deezer, responsável pela curadoria do canal e que é negro. 

Todas as playlists e novidades já estão disponíveis na plataforma e podem ser acessadas diretamente pela home do app ou no canal de Cultura Negra

Comments