Daniel Kaluuya que tem ganhado cada vez mais reconhecimento. Ele recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator por seu papel no filme de terror de Jordan Peele, Corra (Get Out).

Seu mais recente trabalho,  Queen & Slim também tem agradado à crítica.

Como seus trabalhos de maior destaque lidam com o tema da raça, não surpreende que Kaluuya seja questionado sobre questões raciais em entrevistas. No entanto, o ator indicado ao Oscar recentemente revelou que está cansado de ser questionado sobre isso.

Em uma entrevista para The Radio Times, Kaluuya revelou suas opiniões sobre ser questionado sobre raça em entrevistas.

“O que há para falar sobre raça? É chato para mim”, disse Kaluuya. “Qual é o debate? Sou mais um realizador. Só vou fazer o que quero”.

O ator, que também estrelou Viúvas e Pantera Negra, revelou que não quer ser definido por raça nem se tornar um porta-voz de questões raciais.

“Não vou ignorar que estou cercado por [questões raciais], mas não sou definido por isso”, disse ele. “Sou apenas Daniel, que por acaso é negro”.

Kaluuya fez referência a seus papéis anteriores na comédia Netflix Psychoville e no drama britânico Skins como exemplos em que a raça de seus personagens não era a principal característica definidora.

“O Fades não é sobre raça, Psychoville não é sobre raça, Skins não é sobre raça, Chatroom não é sobre raça, Johnny English Reborn não é sobre raça. Mas isso quase é apagado. Há uma narrativa que é empurrada “, acrescentou.

Comments

Comentários