Da favela para o mundo: Hairstylist brasileiro idealizador do “afroginger” atua no melhor salão de Paris.

0
1625

Amadeu Marins, nasceu e cresceu na favela de Manguinhos (RJ) teve uma infância e adolescência turbulenta e hoje aos 27 anos se consagrou em um salão considerado pela VOGUE como o melhor de Paris.

Amadeu é considerado um artista, e atualmente completa uma equipe de cabeleireiros no salão David Mallett , sendo o único negro a ocupar a posição de profissional do salão sem passar pelo programa de aprendizado trainee.

Não foi um caminho fácil a ser traçado, Amadeu perdeu seus pais logo na infância e precisou renunciar a muitas coisas para investir em sua educação.

Em entrevista para o Mundo Negro o hairstylist conta que já deixou de comprar roupas e até de comer para conseguir se qualificar, passou a vender salgados para pagar o curso na academia L’Oréal (onde deu início a sua formação) “Foi algo desafiador, mas que fiz com muito orgulho em prol de algo maior.” Contou o hairstylist.

E o grande marco dessa inspiradora trajetória foi quando o próprio David Mallett o convidou para integrar o time dele.

“É uma reflexão diária lembrar de onde eu saí, o que eu percorri para chegar aqui e que isso não é só uma conquista minha, é uma conquista de todas as pessoas que acreditaram no meu potencial, no meu trabalho e acredito também que seja uma conquista para todos os negros.” – afirma Amadeu.

O afroginger, idealizado por Amadeu tem feito muito sucesso no Brasil, e muitos jovens periféricos hoje se inspiram nas técnicas usados pelo carioca, que se orgulha muito dessa repercussão.

“Acredito ter ajudado as pessoas a perceber novas tendências e que coisas antes tidas como impossíveis para pessoas pretas foram surgindo também graças a esse movimento. Me sinto muito orgulhoso e especial por ter pesquisado e buscado essa tendência.” afirma o hairstylist.

O jovem atualmente está mostrando o seu talento na Europa, mas tem muitos planos futuros envolvendo seu país.

“Gostaria muito de iniciar um projeto social dentro de favelas do RJ, para profissionalizar jovens na área da beleza, criando assim oportunidades para jovens que como eu vieram de lugares onde parece que o poder público muitas vezes não chega.” conta Amadeu sobre seus projetos futuros.

Amadeu é resistência, superação e representatividade, com certeza inspiração para milhares de jovens favelados, que se veem limitados pela ausência de incentivo e suporte nas favelas.

“Só a educação nos torna grandes. Sempre investi muito em conhecimento, jamais fique estagnado, crie metas, novos objetivos. Isso inspira. E não tenha medo de errar ou falhar. É através dos erros que amadurecemos e enxergamos novas rotas de crescimento.” afirma Amadeu Marins.

Comments

Comentários