Cultne TV apresenta entrevista inédita com Beatriz Nascimento no Julho das Pretas

0
Cultne TV apresenta entrevista inédita com Beatriz Nascimento no Julho das Pretas
Foto: Reprodução.

Lançamento do clipe da Música “Mulher negra é mais amor” e documentário sobre os 200 dias de mandato da vereadora Tainá de Paula também estão na programação do canal

O Canal de streaming 100% voltado para a cultura negra, CultneTV lança uma programação especial para o Julho das Pretas, mês de celebração da mulher negra latinoamericana e caribenha. Beatriz Nascimento relata para a equipe formada por Januário Garcia, Vik Bikbeck e Ras Adauto fatos marcantes do ativismo do movimento negro no ano do Centenário da Abolição. O lançamento da entrevista será na CultneTV no dia 17 de julho, data que Beatriz Nascimento estaria completando 79 anos.

A vereadora Tainá de Paula (PT/RJ) é a protagonista do documentário do Cultne para o mês de julho. Mãe, negra, arquiteta e urbanista e periférica, Tainá faz um balanço de sua vida e do seu mandato. O lançamento da entrevista será na plataforma Cultne TV no dia 19 de julho, quando Tainá completará 200 dias de mandato na Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

“Mulher negra é mais amor” é a mais nova produção do Grupo Afront e Cultne, celebrando as mulheres negras no Julho das Pretas. Participam do videoclipe mulheres inspiradoras como Zezé Motta, Flávia Oliveira, Léa Garcia, Luciana Barreto , Selminha Sorriso, Nilma Lino Gomes, dentre outras. A música tema do documentário “Mulher negra é mais amor” do compositor Nato Ferrera e interpretada por Jessica Ayó. “A música é uma homenagem, um convite à reflexão sobre beleza, afrovalor e resistência”, revela o compositor Nato Ferrera. O lançamento da entrevista será na plataforma Cultne TV no dia 25 de julho,

CULTNE TV — Todas as semanas, a plataforma exibe episódios inéditos do Café com Amor, de Aza Njeri; da série Nossas Histórias, com historiadores negros do país inteiro, do Cultne em Resenha, com diferentes convidados recebidos pelo jornalista Carlos Alberto Medeiros; e ainda, a série Histórias do Pós-Abolição.

São conteúdos atuais ou do acervo de 4 décadas de material captado em todo o Brasil e no exterior, em países como os Estados Unidos, Senegal e África do Sul. Tendências atuais e experiência. Memória e inovação. Essas junções estratégicas e potentes dão a linha de ação ao abranger gerações e segmentos diversos, ocupar lacunas de mercado e atender demandas históricas e políticas da população negra

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display