O cantor Chris Brown está envolvido em outro caso de violência contra mulher. De acordo com informações exclusivas da revista Rolling Stone, o cantor agora é acusado de drogar e violentar uma dançarina dentro de um iate em Miami, nos Estados Unidos. Fato teria ocorrido no final de 2021.

A vítima, que não teve o nome revelado, foi classificada como uma dançarina profissional e modelo. Ela teria sido convidada para uma festa no iate que Brown estava. Segundo acusação, em determinado momento, enquanto conversavam sobre a indústria da música, o rapper serviu uma bebida mista à modelo. Brown teria enchido o copo da vítima diversas vezes com a bebida, até ela se sentir “desorientada, instável e com sono’. Após ela começar a passar mal, o rapper teria trancado a dançarina num quarto, tirado a roupa dela e a violentado.

Alegando grave sofrimento emocional, o processo movido pela dançarina pede US$ 20 milhões em indenização, o equivalente a R$ 108 milhões.

Segundo publicação da Rolling Stone, a vítima ainda diz no processo que o rapper a forçou a tomar um contraceptivo no dia seguinte, de forma a evitar uma possível gravidez. Através de suas redes sociais, Brown nega envolvimento no caso e diz que polêmicas como essa seguem um padrão, pois sempre aparecem quando ele lança algum projeto: “Eu espero que vocês possam ver esse padrão. Sempre que estou prestes a lançar música ou algum projeto, eles trazem alguma m*rda”, escreveu.

Através do Instagram Stories, Chris Brown nega acusações envolvendo agressão sexual. Foto: Reprodução / Instagram.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments