CCSP recebe Festival Latinidades 2019, maior encontro de mulheres negras da América Latina

0
676

O Festival da Mulher Afro Latino Americana e Caribenha, Latinidades, estreia em São Paulo e terá cinco dias de debates, oficinas e shows, com programação gratuita. É a primeira vez que a edição acontecerá fora de Brasília, onde é realizado há mais de uma década. O evento acontece entre os dias 23 e 27 de julho, no Centro Cultural São Paulo.

O Festival propõe debater um tema que se desdobra em mesas, oficinas e vivências. Neste ano, o assunto escolhido foi “Reintegração de Posse”, em referência a uma entrevista concedida em 1976, pela historiadora e ativista negra Beatriz Nascimento, que disse: “O negro não tem apenas espaços a conquistar, tem coisas a reintegrar também” e que pouco mais de 40 anos depois, a deputada estadual Erica Malunguinho, usaria como mote da campanha e da “Mandata Quilombo” o mesmo princípio de que falava Beatriz.

Além de pautar fortalecimento de identidades, da formação política e técnica, do empreendedorismo e estímulo à produção artística, cultural e intelectual de mulheres negras, traz uma programação completa. Todas as atividades serão gratuitas e com limite de vagas, para garantir sua participação, acesse: http://www.afrolatinas.com.br e se inscrever.

Confira a programação:

Dia 23 de julho (terça-feira)
Abertura do Festival Latinidades
14h – Saudação às ancestrais e acolhimento: cortejo com o Bloco Ilú Obá de Min.
Local: Sala Jardel Filho
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/abertura-com-bloco-afro-ilu-oba-de-min/

Das 14h às 19h – Feira Latinidades Afrolab
Afrolab é o projeto da Feira Preta voltado ao empreendedor negro.
Local: espaços anexos da Sala Adoniran Barbosa
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/feira-afrolab/

Mesa de abertura
15h – Ancestralidades como pertencimento: as religiosidades negras e práticas de resistência
Local: Sala Jardel Filho
Debatedoras: Analia Santana (Irmandade do Rosário dos Pretos – Salvador/Brasil), Ekedi Sinha (Terreiro da Casa Branca/ Ilê Axé Iyá Nassô Oká – Salvador/Brasil), Juliana Maia Victoriano (Comunidade Batista de São Gonçalo – Rio de Janeiro/Brasil) e Iyá Karen D’Osún (Tradição Africana – São Paulo/Brasil). Mediação – Elizandra Souza.
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/ancestralidades/?tickets_process=#buy-tickets

Mesa
17h – Eu me vejo em nós: imagens, escritas da gente negra e o poder sobre as nossas histórias
Local: Sala Jardel Filho
Debatedoras: Deborah Willis (Fotógrafa e Historiadora – Nova York/EUA), Rosana Paulino (Artista Plástica – São Paulo/Brasil), Miriam Victoria Gomes (Professora de Literatura –Argentina/Cabo Verde) e Fernanda Oliveira (Historiadora e Atinuké – Pelotas/Brasil). Mediação – Allyne Andrade.
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/eu-me-vejo-em-nos/

Apresentação
19h – 1ª Mostra de Autoestilismo do CCSP
Local: Sala Jardel Filho
Orientação: Jaergenton Corrêa (curador de moda do CCSP)
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/1a-mostra-de-autoestilismo-do-ccsp/

Dia 24 de julho (quarta-feira)
Vivência
10h – O Toque da Empoderada: Caminhos Diretos ao Prazer
Local: Sala Jardel Filho
Condução: Diane Ghogomu (EUA)
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/toque-da-empoderada/

Das 14h às 19h – Feira Latinidades Afrolab
Afrolab é um projeto da Feira Preta voltado ao empreendedor negro.
Local: espaços anexos da Sala Adoniran Barbosa
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/feira-afrolab/

Mesa
14h – Onde nos cabe na riqueza que produzimos? Tema: Economia, trabalho e impasses ético-psicológicos
Local: Sala Jardel Filho
Debatedoras: Clarice Val (Terapeuta holística – Salvador/Brasil), Ochy Curiel (Feminista negra decolonial – República Dominicana/Colômbia) e Thiago Vinicius (Agência Popular Solano Trindade – São Paulo/Brasil). Mediação – Sueide Kintê (Jornalista Griô – Salvador-São Paulo/Brasil).
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/riqueza-que-produzimos/

Mesa
16h – Em defesa de nossos territórios: trânsitos e permanências das vidas negras
Local: Sala Jardel Filho
Debatedoras: Keisha-Khan Perry (Brown University – Jamaica/EUA), Adriana Gomes (Comuna Panteras Negras – Planaltina/Brasil), Josemeire Alves (Casa do Beco – Belo Horizonte/Brasil) e Thabata Lorena (Mercado Sul – Taguatinga/Brasil). Mediação – Thamiris Flora (Unegro/UBM).
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/em-defesa-de-nossos-territorios/

Performance participativa
18h – “Corpo Fechado para Balanço”
Local: Sala Jardel Filho
Concepção e coreografia: Paulo Lima
Bailarina intérprete: Léya Ramos.
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/performance-corpo/

Dia 25 de julho (quinta-feira)
Das 10h às 17h – Feira Latinidades Afrolab
Local: espaços anexos da Sala Adoniran Barbosa
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/feira-afrolab/

Mesa
10h – Na luta é que a gente se encontra! Tema: antirracismo e lutas por direito
Local: Sala Jardel Filho
Debatedoras: Marivaldo Pereira (PSOL – Distrito Federal/Brasil), Lúcia Xavier (Criola – Rio de Janeiro/Brasil), Ivana Leal (MNU – Goiânia/Brasil), Sonia Guajajara (APIB – Imperatriz/Brasil) e Douglas Belchior (Uneafro e PSOL– São Paulo/Brasil). Mediação: Taina Aparecida dos Santos.
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/na-luta/

Vivência
13h – Erótico como Poder: poder através do Prazer
Local: Sala Jardel Filho
Condução: Diane Ghogomu (EUA)
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/vivencia-erotico/

Mesa
15h – Somos sementes: representatividade negra e disputa política no Estado brasileiro.
Tema: participação política negra
Local: Sala Jardel Filho
Debatedoras: Erica Malunguinho (PSOL – São Paulo/Brasil), Regina Sousa (PT – Teresina/Brasil) e Olívia Santana (PCdoB – Salvador/Brasil). Mediação: Amarílis Costa.
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/somos-sementes/

17h – Partida para a concentração da Marcha das Mulheres Negras SP.
O Latinidades aproveita a realização do festival em SP para participar desta importante manifestação.

Dia 26 de julho (sexta-feira)
Oficina
10h30 – Ritmos africanos
Local: Sala Jardel Filho
Condução: Kety Kim
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/oficina-ritmos-africanos/

Das 14h às 19h – Feira Latinidades Afrolab
Local: espaços anexos da Sala Adoniran Barbosa
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/feira-afrolab/

Mesa
14h – Estéticas do ativismo negro, arte-educação e produção cultural
Local: Adoniran Barbosa
Debatedoras: Preta Rara (rapper, turbanista, professora de história, modelo Plus Size e influenciadora digital – São Paulo), Vanessa Kanga – (Festival Afropolitain Nomad – Camarões/Canadá), Carol Barreto (designer/professora UFBA – Salvador), Diane Lima (Projeto AfroTranscendence – São Paulo). Mediação: Hanayrá Negreiros (pesquisadora em indumentária e memórias negras – São Paulo).
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/esteticas/

Mesa
16h – Chega mais, parente! ‑ Diálogos com masculinidades negras
Local: Adoniran Barbosa
Debatedores: Túlio Custódio (sociólogo – São Paulo), Spartakus Santiago – (youtuber/publicitário – Rio de Janeiro), Lam Mattos (Ibrat – São Paulo), Sidney Santiago (Cia Os Crespos – São Paulo) e Roger Cipó (fotógrafo/educador – São Paulo). Mediação – Marilea Almeida.
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/masculinidades-negras/

Oficina
17h – Amarrações e turbantes
Condução: Bangé Yhodhy (Guiné Bissau)
Espaço: Anexo Sala Adoniran Barbosa, na Feira Latinidades Afrolab
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/oficina-turbantes/

Show
19h – Eva RapDiva (Angola)
Local: Arena Adoniran Barbosa
https://www.afrolatinas.com.br/eventos/show-com-eva-rapvida-angola/

Comments

Comentários