Catraca Livre e Festival Path promovem lives para conectar marcas a causas sociais

0
399

Com o panorama mundial atual, o que era tendência para as marcas virou praticamente uma urgência, no que diz respeito às causas sociais. As empresas precisam, cada vez mais, identificar demandas da sociedade e utilizar o poder de realização para atuar como agentes de transformação. Pensando nisso, o Catraca Livre e o Festival Path se uniram para promover uma série de lives que vão conectar líderes dessas empresas a protagonistas de lutas por diferentes causas da nossa sociedade.

Serão abordados temas como o “combate à violência doméstica”, “saúde mental”, “geração de renda” e “preservação ambiental”, sempre com a participação de um moderador, que construirá a ponte entre os convidados, líderes de grandes marcas e os agentes de transformação da causa em questão.

Entre os participantes confirmados estão: Luana Génot, CEO da ID_BR (Instituto Identidades do Brasil); Adriana Barbosa, CEO da PretaHub e fundadora da Feira Preta; Christiane Silva Pinto, Gerente de Marketing no Google Brasil e fundadora do Comitê AfroGooglers; Estela Renner, escritora da série Aruanas da TV Globo; Nohoa Arcanjo, co-fundadora da plataforma Creators; Ana Paula Rodrigues, Diretora de Marketing do Magazine Luiza; Gabriela Manssur, promotora de justiça; Mariângela Savoia do Instituto de Psiquiatria do HC – USP; e Mariana Ferrão, jornalista e empreendedora.

“A ideia desse projeto é intensificar as ações sociais positivas das grandes marcas de acordo com o que temos de mais urgente na sociedade. Ou seja, queremos dar voz às lutas de uma forma mais direta, construindo caminhos para a transformação de causas como saúde mental, combate à violência doméstica, preservação ambiental, geração de renda, entre outros”, afirma Marcos Dimenstein, Diretor Executivo da Catraca Livre.

Confira a programação completa:

08/07, às 18h30 – Combate ao racismo estrutural
15/07, às 18h30 – Preservação ambiental
22/07, às 18h30 – Geração de renda
29/07, às 18h30 – Combate à violência doméstica
05/08, às 18h30 – Saúde mental

Comments