BBB21: No paredão com homem branco e machista, quem corre risco de sair é a mulher negra

0
7517

Mais um post sobre BBB21 e o privilégio branco. Dessa vez, a blogueira Camilla de Lucas está emparedada, o que não deveria nos preocupar, já que a carioca está enfrentando o paredão com o crossfiteiro Arthur Picoli e a cantora Pocah.

O participante Arthur passou a metade do reality ameaçado, parceiro do rapper Projota (eliminado com rejeição de 91,89% dos votos) o brother teve uma trajetória marcada pelo romance complicado com a atriz Carla Diaz e pelos diálogos controversos na casa. Assim, o crossfiteiro deveria ter uma eliminação mais que definida no paredão de hoje, mas o perdão vem fácil quando se é homem, hétero e branco.

No último domingo o brother Gilberto indicou Camilla de Lucas ao paredão, com a justificativa de que a sister deveria passar por esse momento antes de ir pra final e com a votação da casa o paredão ficou definido entre Arthur, Camilla de Lucas e a cantora Pocah, que embora seja uma das grandes artistas do funk atualmente, não se destacou muito no reality e ficou conhecida por passar grande parte do programa dormindo.

De acordo com as movimentações nas redes sociais, tudo indica que de “boy lixo” Arthur, passou a ser visto como “mocinho”, a cantora Pocah está passando despercebida nesse paredão, e a disputa está entre Camilla de Lucas e Arthur e pode se dizer por hora, que a blogueira corre o maior risco de eliminação. Nós já sabemos como funcionam os realities e qual é o perfil que o público gosta de torcer! Camilla de Lucas teve até o momento, uma participação limpa e coerente, a blogueira fazia questão de se posicionar em brigas, aconselhar amigos e manter o bom relacionamento (até com os participantes que não gostava), protagonizou um dos conflitos mais históricos da edição, com a rapper Karol Conká e é conhecida como “meme ambulante” Camilla joga, entretém, vive e sente o Big Brother Brasil.

Já Arthur, passou a metade do programa pertencendo ao grupo dos “vilões” e somente após a saída dos seus parceiros de jogo que decidiu mudar a postura e fazer um jogo mais leve, gerou debates sobre relações abusivas, heteronormatividade e masculinidade tóxica. Mas, por ser um homem, hétero, branco e padrão em junção a curta memória do público, Arthur conquistou a simpatia do telespectador e tem grandes chances de chegar a grande final.

Reprodução/Redes sociais

Comments