Ancestralidade e união: Kwanzaa acontece nesse domingo

0
918

Nesse domingo tem Kwanzaa na Zona Sul de São Paulo. Se trata de uma série de encontros com diversos temas propostas pela filosifia do Kwanzaa americano. Nesse evento será discutido o NIA (PROPÓSITO). “Para tornar a nossa vocação coletiva na construção e no desenvolvimento da nossa comunidade, a fim de restaurar ao nosso povo a sua grandeza ancestral”explicam os produtores do encontro.

“Nesse V Encontro do Kwanzaa Brasil vamos rever o nosso propósito de vida. Veremos que enquanto indivíduos, devemos e podemos usar a nossa capacidade e colocar nossa habilidade, potencial e talento para fortalecer a nossa família e a nossa comunidade.
Quando temos um propósito somos encorajados a olhar para dentro de nós mesmos e para definir metas pessoais, mas que se estendem ao coletivo e são benéficas para o fortalecimento da nossa comunidade”.

C O N V I D A D O S

Fábio Amarante – “O Poder do Seu Dinheiro”
Nesse bate papo será feito uma viagens sobre o Poder de Consumo da Comunidade Negra, a Construção imagética da Negra e do Negro no Brasil ( Do século passado até os dias de hoje…), as mensagens subliminares na mídia e uma nova perspectiva de realização dos projetos voltados para a comunidade!

Hernani Francisco – “Como construir uma cultura de paz, frente ao racismo religioso?
É possível à partir de uma cultura de paz, criar um diálogo de respeito mútuos entre todas as pessoas? Saber reconhecer e respeitar as diferenças culturais e a história da África é um caminho para garantir a laicidade do Estado e a superação do racismo religioso.

*Adriana Vasconcellos – “Mulher Negra – Ancestralidade, Identidade e Resistência” *
Ao pensarmos a situação da mulher negra no Brasil atual temos que levar em consideração que em uma sociedade democrática o respeito às diferenças de raça, etnia, gênero e aparência física não é abandonar cada segmento à sua própria sorte, mas questionar as relações de poder que hierarquizam as diferentes posições.

_Drª Claudia Luna – “Racismo – Crime ou injuria?” _
Ao contrário da injúria racial, o crime de racismo é inafiançável e imprescritível. Mas quem comete crime de racismo vai preso no Brasil? Quais são ações efetivas de combate ao racismo? Venha debater essas e outras questões.

RobSoul Za – Intervenção poética

Particiapação musical: Banda kwanzaa Brasil Jazz Band

Serviço: *5° – Kwanzaa *
CEU Caminho do Mar – Jabaquara!
30/10/16 – Domingo
Entrada Gratuita
Kwanzaa no Facebook (clique aqui)

Comments

Comentários