Alexandre Pires terá que se explicar ao MPF sobre vídeo racista

749

O cantor Alexandre Pires foi convocado pelo Ministério Público Federal (MPF) a prestar esclarecimento a respeito do vídeo clipe “Kong”, denunciado por conter informações racistas e sexista. As reclamações a respeito do vídeo foram feitas por parte da Ouvidoria da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

httpv://www.youtube.com/watch?v=oGIJjgvysRU

O vídeo apresenta pessoas negras vestidas de macaco e várias mulheres trajando apenas bikini e sob contuta fortemente sexualizada. O Ouvidor da Seppir, Carlos Alberto Júnior, o MP foi acionado em função de denúncias oriundas de várias entidades, com “conteúdo racista e sexista, comprometendo as lutas do movimento negro na superação do racismo, e das mulheres na superação do sexismo. Combinando artistas e atletas, o vídeo utiliza clichês e estereótipos contra a população negra”.

 

Em sua argumentação, o ouvidor da Seppir observa: “ao expor pessoas negras vestidas de ‘macaco’, o referido cantor contribui para a permanência histórica do racismo e práticas eugenistas, de inferiorização da população negra, tendo em vista que a maioria das denúncias feitas à Ouvidoria Nacional da Igualdade Racial são ofensas às pessoas negras comparadas a ‘macacos'”.

Fonte: Mais comunidade

 

 

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display

Comments are closed.