Alexandre Pires terá que se explicar ao MPF sobre vídeo racista

749

O cantor Alexandre Pires foi convocado pelo Ministério Público Federal (MPF) a prestar esclarecimento a respeito do vídeo clipe “Kong”, denunciado por conter informações racistas e sexista. As reclamações a respeito do vídeo foram feitas por parte da Ouvidoria da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

httpv://www.youtube.com/watch?v=oGIJjgvysRU

O vídeo apresenta pessoas negras vestidas de macaco e várias mulheres trajando apenas bikini e sob contuta fortemente sexualizada. O Ouvidor da Seppir, Carlos Alberto Júnior, o MP foi acionado em função de denúncias oriundas de várias entidades, com “conteúdo racista e sexista, comprometendo as lutas do movimento negro na superação do racismo, e das mulheres na superação do sexismo. Combinando artistas e atletas, o vídeo utiliza clichês e estereótipos contra a população negra”.

 

Em sua argumentação, o ouvidor da Seppir observa: “ao expor pessoas negras vestidas de ‘macaco’, o referido cantor contribui para a permanência histórica do racismo e práticas eugenistas, de inferiorização da população negra, tendo em vista que a maioria das denúncias feitas à Ouvidoria Nacional da Igualdade Racial são ofensas às pessoas negras comparadas a ‘macacos'”.

Fonte: Mais comunidade

 

 

Comments

No posts to display

Comments are closed.