Afrofuturismo – livro mistura elementos futuristas e mitologia Iorubá

0
3013
Fábio Kabral

O “Afrofuturismo”  é um gênero narrativo que mescla mitologia e cosmologias africanas, fantasia, pós-colonialismo, ciência e  tecnologia, com  protagonismo de autores e personagens negros. Sendo assim, o livro “ O caçador cibernético da Rua Treze” é uma típica aventura afrofuturista, uma vez que a história se passa em uma metrópole repleta de tecnologias avançadas e está intimamente ligada a mitologia Iorubá.

Fabio Kabral, autor do livro, conta como conheceu este gênero narrativo, ainda tão pouco explorado no Brasil: “A palavra “Afrofuturismo” apareceu para mim por volta de 2014, enquanto eu acessava sites gringos sobre cultura pop. Quando fui ver já era, mais ou menos, o que venho fazendo no meu trabalho de ficção; então me senti compelido a intensificar meus estudos sobre Afrocentricidade, o que coincidiu também com o meu mergulho na vivência ancestral do Candomblé”, conta.

Na história deste novo livro, João Arolê é o protagonista, ele é um jovem negro caçador de espíritos malignos. Morador de uma metrópole tecnológica, abitada por uma população negra, João vive cercado por carros voadores e máquinas que são acionadas por fantasmas. Nessa narrativa, o personagem, assombrado por crise de consciência por erros passados, acaba por se tornar um herói improvável.

Para este livro Kabral promete “uma história de ação intensa, um super herói com complexidades humanas e um cenário muito rico”.  A história também trás elementos ficcionais familiares da cultura pop.

O lançamento de “ O caçador cibernético da Rua Treze” acontece no dia 10 de agosto, a partir das 19h, na livraria Martins Fontes (Av. Paulista, 509, Bela Vista, São Paulo).

Comments

Comentários