AFÉTO traz ao Instituto Pretos Novos as relações de carinho nos terreiros de Candomblé

0
2574

Afeto, palavra pequena mas com imensa profundidade. Do latim, vem do particípio passado do verbo afficere, que tem como principal significado, comover o espírito e, por extensão, se unir ou fixar. E é exatamente esse o efeito que a obra de Roger Cipó tem sobre o público.

No dia 08 de julho, às 16:00, a Galeria Pretos Novos de Arte Contemporânea receberá a exposição AFÉTO, de Roger Cipó, com curadoria de Marco Antonio Teobaldo. Em sua primeira exposição individual, o fotógrafo cuidadosamente apresenta em seus registros, as muitas relações de afeto constituídas dentro dos terreiros de Candomblé.

Iniciado na religião, Cipó percorreu dezenas de terreiros no Estado de São Paulo e focou a sua pesquisa no Asè Iya G’unté, localizado em Juquitiba. Vivenciou das rotinas mais comuns até as mais complexas, registrou a interação dos fiéis entre si durante as cerimônias e ao redor de suas obrigações. Viu com os próprios olhos, o afeto manifestado pelos orixás, por meio de seus sacerdotes.  

Em um país onde mais de 50% da população se considera negra, um registro documental como esse de Cipó, vai muito além do que apenas contar histórias ou apresentar os aspectos específicos do Candomblé. O trabalho reitera a importância das relações interpessoais como forma de resistência da cultura afro-brasileira.

“Os terreiros não são só espaços de resistência. São espaços de educação política, social, artística e cultural afro-diaspórico. Quem se reencontra e se permite nascer para o candomblé, renasce para a Africanidade adormecida pelo racismo.”, disse Roger Cipó.

O resultado da mostra se amplifica quando exibida sobre o sítio arqueológico do Cemitério dos Pretos Novos, dentro da programação do festival de fotografia FotoRio. A Galeria Pretos Novos de Arte Contemporânea tem acolhido, dentro de sua programação, diversas temáticas de exposições de artes visuais, realizadas por artistas contemporâneos do país. Marco Antonio Teobaldo, que é o curador do espaço, realiza pesquisas para convidar artistas a apresentarem propostas que tenham como ponto de partida, as suas percepções acerca do ambiente expositivo e a importante história que ele abriga.

A Galeria Pretos Novos fica localizada no bairro da Gamboa, na Rua Pedro Ernesto, 32. A exposição terá abertura no dia 08 de julho, às 16:00 e ficará disponível para visitação dos dias 11 de julho a 02 de setembro. A entrada é gratuita.

Para mais informações, acesse o site da Galeria (clique aqui) ou entre em contato pelo número (21) 2516-7089.

 

Comments