“A fome já era uma questão antes da Covid, só que agora a situação está muito pior”, diz Viola Davis

0
1307

Atriz norte-americana Viola Davis, conhecida por vários trabalhos de sucesso na televisão incluindo a série How To Get Away With Murder, em entrevista à revista People relembrou momentos da infância nos quais passou fome.

Devido ao passado difícil, Davis se empenha em ajudar a ONG No Kid Hungry, que combate a fome infantil. Por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus, o trabalho se tornou ainda mais importante. Ela afirma que o foco da organização é ajudar a evitar a fome entre crianças, e que os bancos de alimentos que foram designados anteriormente para servirem 200 famílias, agora estão servindo 600: “Isso [a fome] era uma questão antes da Covid”, disse ela à revista People. “Só que a situação está muito pior agora, porque as pessoas estão sem trabalho e são desafiadas em termos de finanças, de casa, tudo”.

Davis diz que, por ter passado por situação de fome na infância, tem uma profunda necessidade de ajudar os outros e de promover a conscientização. “Recebi uma bolsa escolar quando eu era muito jovem em uma escola de teatro, e nunca tinha dinheiro para comer. De vez em quando, eu trazia um sanduíche de mortadela com maionese e ficava muito feliz. As crianças daquela escola eram da classe média alta, e eu lembro de comer o sanduíche e uma das crianças dizer: ‘Isso é tão nojento’. É preciso haver empatia e educação para entender as lutas de muitos de seus colegas americanos, especialmente agora”.

“Crescer com fome foi minha maior fonte de vergonha”, admite Davis. “Isso afetou meu senso de valor. Eu simplesmente senti que não havia mais ninguém que tivesse esse problema”.

A atriz sugere que as pessoas doem seu tempo e dinheiro para a causa, mas diz que o mais importante é votar. “O SNAP [Programa de Assistência Nutricional Suplementar] e os cupons WIC são o elixir de cura para famílias pobres de alimentos. E esses programas estão sendo ameaçados”.

Comments