Erika Hilton e Matheus Gomes são alvos de novas ameaças de morte para desistirem das candidaturas: “O ódio e a violência não irão vencer as eleições”

0
Erika Hilton e Matheus Gomes são alvos de novas ameaças de morte para desistirem das candidaturas: “O ódio e a violência não irão vencer as eleições”
Fotos: Reprodução e Márcio Pimenta

Erika Hilton, vereadora da Câmara Municipal de São Paulo e candidata a deputada federal (PSOL), é alvo de novas ameaças de mortes por e-mail. “O ódio é nossa razão de viver”, escreveu o autor das agressões, que ainda não teve identidade confirmada.

Com declarações transfóbicas, o agressor citou a deputada estadual Erica Malunguinho (PSOL), dizendo que ela desistiu de se candidatar nesta eleição por medo deles. “Se vocês dois não abandonarem a vida pública, vamos matar vocês com uma bomba. Vamos explodir suas casas e estraçalhar suas corpas”, escreveu se referindo a Erika e vereadora suplente de Porto Alegre, Natasha Ferreira, com quem realizaram uma denúncia no Ministério Público contra Bolsonaro por suas falas homofóbicas no Flow Podcast, na semana passada, ao relacionar a varíola dos macacos a doença de pessoas LGBTQIA+.

A parlamentar já confirmou que vai registar o boletim de ocorrência contra esta nova ameaça, agregada a um inquérito que já está em aberto por outra ameaça contra a vida em março deste ano, na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). “O ódio e a violência não irão vencer as eleições, porque as pessoas querem paz, querem ser respeitadas, querem ser valorizadas. E no que depender de mim toda transfobia, toda ameaça e toda violência será investigada e devidamente responsabilizada até que não tenham mais espaço em nossa sociedade”, escreveu a vereadora no Instagram.

O e-mail com ameaças de morte também foi enviado ao vereador de Porto Alegre e candidato a deputado estadual, Matheus Moreira (PSOL) e aos jornalistas do Congresso em Foco, Lucas Neiva e Vanessa Lippelt, “que acabaram com nosso esquema de fake news nas eleições”, dizia no e-mail.

Ao Congresso em Foco, Matheus Moreira disse nesta terça-feira (16) que também fará um boletim de ocorrência. “Já enfrentamos desde o início do mandato mais de uma dezena de ameaças de morte. É sempre ruim, a gente fica preocupado com nossa atividade política, ainda mais às vésperas de uma eleição”, relatou.

“Precisamos transformar essa situação de agressividade e de violência em organização e preparação para que a gente supere isso nos próximos meses”, completou o vereador.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display