Com elenco negro, livro de Helio de La Peña vai virar filme estrelado por Lázaro Ramos e Ailton Graça

0
Com elenco negro, livro de Helio de La Peña vai virar filme estrelado por Lázaro Ramos e Ailton Graça
De La Peña, com Jeferson De, Ailton Graça e Lázaro Ramos (Foto: Divulgaçã)

Um garoto com grande talento para jogar futebol, pode ser a grande esperança para que Ventania, um homem sem emprego e endividado,  mude de vida. Essa é a história do filme “Correndo atrás”, baseado no livro “Vai na Bola, Glanderson!”, do  eterno caceta Helio de La Penã  que começou a ser filmado em agosto, sob a direção do cineasta Jeferson De, que também escreveu na obra.

Estrelada por Ailton Graça, que faz seu primeiro protagonista no cinema, a comédia conta a história de Ventania, um brasileiro que quer mudar de vida e tenta de tudo para melhorar sua situação. O filme tem elenco quase todo formado por negros, com exceções como Tonico Pereira e Dadá Coelho. Estão no time Lázaro Ramos, Juan Paiva, Teka Romualdo, Rocco Pitanga, Juliana Alves e a dançarina Lellêzinha, do grupo Passinho, estreando no cinema. A direção e produção musical é do rapper BNegão. O lançamento está previsto para 2017, com distribuição da Europa Filmes. A coprodução é da Globo Filmes, Rio Filme, Buda Filmes e La Peña Produções.

14203354_502495769952484_6471788860323556535_n
A dançarina e atriz Lellêzinha, do grupo Passinho. (Foto Divulgação ).

“Correndo Atrás” é ambientado nos dias atuais e começa com Ventania (Aílton Graça) se virando em diferentes bicos para conseguir ganhar dinheiro. Ele vende objetos no sinal, se veste de personagens infantis para animar as crianças e topa qualquer coisa para conseguir pagar as contas. Mas, com a grana cada vez mais curta, ele tem uma ideia e decide ser empresário de futebol e descobrir novos talentos. Para isso, vai precisar da ajuda de amigos que não querem nem vê-lo por perto porque ele deve a todo mundo.

Hélio de La Peña interpreta Berinjela, um dos amigos de infância de Ventania, ex-jogador de futebol que virou empresário. “É muito legal ver um projeto solitário, que é escrever um livro, virar uma produção coletiva, uma contribuição de várias pessoas, cada uma com sua interpretação”, diz Hélio. “‘Correndo Atrás’ é uma comédia macunaímica”, define Clélia Bessa.

Participe de nosso grupo no Telegram

Receba notícias quentinhas do site pelo nosso Telegram, clique no
botão abaixo para acessar as novidades.

Comments

No posts to display