Ebony English: Escola usa cultura negra para ensinar inglês

0
2728

O conceito de comércio e serviços feitos de negros para negros, amplamente usado por afro-americanos, vem caminhando a passos lentos, mas já tem alguns cases de sucesso aqui no Brasil. A escola de idiomas Ebony English é um deles.

Fundada em 2008 e atualmente com três sócios, a escola surgiu junto com a discussão das cotas nas Universidades e a suposta falta de qualificação de estudantes negros que buscavam inserção no mercado de trabalho.

“ A gente não tinha esse diferencial no Brasil que era ensino do idioma, com cultura negra e a  Ebony tem isso, de oferecer um inglês, com a nossa cara”, explica Rodrigo Faustino, sócio e responsável pelo posicionamento estratégico da escola. Inclusive o pioneirismo do projeto abriu muitas portas para empresa fora do Brasil. “Nós temos muito contato com a comunidade negra americana, canadense até de Trinidad e Tobago, que são países que falam inglês, mas também têm uma comunidade negra bem atuante”.

 Intercâmbios

ebony

A escola começou a investir em intercâmbios, enviando seus alunos para o exterior, mas, sobretudo, para países não tradicionais, fugindo dos destinos mais populares, como EUA e Europa. “Nós mandamos alunos para Nigéria, Gana, Jamaica, África do Sul, Senegal, Namíbia, o que aumentou nosso contato com essas comunidades”. Para Faustino os intercâmbios tornaram a Ebony English algo maior do que uma escola de inglês.  “Nos tornamos um centro de integração da diáspora oferecemos inglês não apenas para o mercado de trabalho, ou para a proficiência do mestrado, mas sobretudo, para o empreendedorismo “, finaliza Faustino.

 

Curtiu o projeto? Saiba mais:

Ebony English
Facebook
atendimento@ebonyenglish.com.br
+55 11 3569-7858
Rua Frei Caneca, 1407
São Paulo,SP

Comments

comments